T . +351 928 114 819 (chamada para a rede móvel nacional)

Yoga Restaurativo

Formação de especialização em

Yoga Restaurativo

FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Formação de professores de

YOGA RESTAURATIVO

YOGA RESTAURATIVO

numa cultura do esgotamento

O modelo de organização das sociedades ocidentais atuais impõem ritmos de vida que nos levam a extremos de exaustão. Com um foco constante no trabalho e nos seus resultados que facilmente se torna adição, o tempo de pausa e de descanso é tantas vezes rotulado de “preguiça”, essa inimiga mortal da produtividade.

Num cenário onde se confundem humanos com máquinas em busca de eficiência a produção constantes e lineares, as necessidades de equilíbrio entre ação e inação são esquecidas. Sem sermos vistos como os seres integrais que somos, com vulnerabilidades, limites e necessidades de repouso, o sistema produtivo atual fomenta em nós a identificação com meras máquinas de produtividade, desligando-nos da nossa própria humanidade. Contextualizar o descanso, a importância de pausas plenas, é por isso um ativismo radical.

Um sistema nervoso superestimulado anseia por alívio e vive regularmente na busca de momentos de libertação.

A consequência do stress crónico é a exaustão, que é uma condição quase universal da nossa era. Quando nos sentimos sobrecarregados pelos pedidos de atenção (de e-mails, trabalho, compromissos, filhos, pais, amigos, etc.) ficamos exaustos.

É preciso muita presença para maior qualidade e menos tarefas desprovidas de propósito e de atenção.

O silêncio na prática de Yoga Restaurativo induz a uma redução de ritmo e intensidade e valorização da qualidade do nosso tempo.

REGULAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO

Um sistema nervoso super estimulado anseia por alívio e vive regularmente na busca de momentos de libertação. A consequência do stress crónico é a exaustão, que é uma condição quase universal da nossa era. Quando nos sentimos sobrecarregados pelos pedidos de atenção (de e-mails, trabalho, compromissos, filhos, pais, amigos, etc.) ficamos exaustos.

É preciso muita presença para maior qualidade e menos tarefas desprovidas de propósito e de atenção. O silêncio na prática de Yoga Restaurativo induz a uma redução de ritmo e intensidade e valorização da qualidade do nosso tempo.

metodologia

Nesta formação vais aprender a fazer a adaptação do ensino e prática, realizado num ritmo mais suave e gentil, focando na respiração, na quietude e na atenção plena

Esta especialização em

Yoga Restaurativo

destina-se a

Professores de yoga e meditação, profissionais da saúde ou qualquer pessoa com um profundo interesse por práticas intergativas e complementares

restaurador

adjetivo

1. ter a capacidade de restaurar a saúde, a força ou o bem-estar.

sinónimos:
revigorante | estimulante | energizante | revigorante

aulas de yoga restaurativo

Afinal, em que é que o Yoga Restaurativo difere de outras práticas?

O Yoga Restaurativo usa uma série de suportes para a prática como mantas, cintos e blocos, para permitir a realização de um menor dispêndio de energia e o menor esforço na realização dos asanas para as permanências.

Utilizamos os sistemas inatos do corpo para ativar o sistema nervoso parassimpático, que é o responsável pela digestão, eliminação, fertilidade, imunidade, regulação hormonal e muito mais.

Acessível a todos, a prática de Yoga Restaurativo tem como principal objetivo é o relaxamento físico, emocional e mental mais profundo. É, pois, uma prática onde se aprende a respeitar os ritmos naturais do corpo e as necessidades de descanso.

Parece algo em que a maioria das pessoas se interessaria, certo? Este é certamente um dos atrativos para ensinar um estilo de Yoga tão gratificante

Temas abordados

* aplicações terapêuticas do Yoga Restaurativo são abordadas do nível II deste curso

Consulta a Política de Privacidade aqui